Padrão de referência para fabricação de Canagliflozin

Posted by:

A CMS Científica coloca a disposição de seus clientes no Brasil os Padrões de Referência para a fabricação do Canagliflozin ou Canagliflozina. O medicamento foi aprovado recentemente pela ANVISA para fabricação no Brasil. Este se tornará mais uma opção para os pacientes brasileiros em tratamento contra o Diabetes mellitus tipo 2.

O medicamento já é comercializado na Europa e Estados Unidos desde 2013 e age nos rins impedindo a reabsorção da glicose pela corrente sanguínea auxiliando de forma eficiente no controle do diabetes mellitus tipo 2.

O Doutor Walmir Coutinho que é médico do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia do Rio de Janeiro e Professor de Endocrinologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) afirma que “Um dos principais desafios para os pacientes com diabetes mellitus tipo 2 é o controle adequado da glicose no sangue: 73%[i] dos pacientes no Brasil não alcançam os níveis recomendados de controle da glicose, o que aumenta o risco de desenvolver complicações graves”.

Doutor Walmir Coutinho ressalta ainda que a droga oferece uma nova estratégia para o tratamento do diabetes mellitus 2, que além de aumentar a eliminação da glicose através da urina, ainda promove a perda de peso e a diminuição da pressão arterial.

Canagliflozin e o método de ação

Canagliflozina PL 2 mecanismo de ação

 

O diabetes mellitus tipo 2

Trata-se de uma doença crônica caracterizada pela deficiência do organismo em processar ou metabolizar a glicose. A pessoa acometida de diabetes mellitus tipo 2 tem dificuldades em controlar a doença devido a resistência aos efeitos da insulina (hormônio regulador de açucares nas células), ou mesmo a falta de produção do hormônio. É uma considerada fatal se não tratada corretamente.

Fatores de risco do diabetes mellitus tipo 2

Qualquer pessoa está sujeita a desenvolver o diabetes melittus tipo 2. Veja abaixo algumas condições que levam à doença:

  • Idade acima de 45 anos;
  • Obesidade e sobrepeso;
  • Diabetes gestacional anterior;
  • Histórico familiar de diabetes tipo 2;
  • Pré-diabetes;
  • Sedentarismo;
  • Baixos níveis de colesterol HDL;
  • Triglicerídeos elevados;
  • Hipertensão;
  • Consumo elevado de álcool.

O Canagliflozin no Brasil

O medicamento foi registrado no Brasil com base em pesquisas e experimentos feitos com 10.285 pacientes, totalizando nove estudos. Considerado um dos maiores estudos feitos sobre o diabetes mellitus tipo 2 já realizado no mundo.

Os resultados do programa mostraram que doses de 100 mg e 300 mg de canagliflozina mostraram resultados positivos no controle da glicemia. Posteriormente registrou-se que os pacientes apresentaram significativa perda de peso e diminuição da pressão arterial.

Segundo órgãos internacionais de saúde como a Federação Internacional de Diabetes e Organização Mundial da Saúde quase 470 milhões de pessoas vivem com diabetes; deste total cerca de 12 milhões sofrem diabetes mellitus tipo 2. No Brasil 73% dos brasileiros com diabetes mellitus tipo 2 não alcançam os níveis recomendados de controle da glicose.
Sintomas do Diabetes mellitus tipo 2

Saiba mais sobre o produto clicando no botão abaixo:

ConsulteCanaglifozina

CompartilheShare on LinkedInShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest
0
  Posts Relacionados